The HeadquartersCorporate ProfileThe OrganisationFIVB Story
Volleyball StoryChronological HighlightsBeach Volleyball OriginsRulesFundamentals
CompetitionsCalendarWorld RankingsOfficial RulesOfficial FormsVolleyball Story
CompetitionsPlayer BiosWorld RankingsRulesFormsBeach Volleyball OriginsRefereeing
Volleyball Cooperation Programme (VCP)Development CentresTechnical e-libraryTechnical Video EvaluationU-VolleyInternational CooperationMini/School VolleyballPark Volley
Contact l RSS RSS Facebook Twitter YouTube l Login
NEWS

Santa Lúcia lança bases para futuras recompensas

 
Julian Bissette (à esquerda) e Gillian Octave levantam a bandeira de Santa Lúcia
 
No recente Campeonato Mundial de Vôlei de Praia Sub-23 da FIVB, realizado em Myslowice, a Polônia ofereceu a algumas nações em desenvolvimento a chance de dar os primeiros passos em uma competição internacional. Um país que agarrou essa oportunidade com as duas mãos foi Santa Lúcia.

A ilha caribenha de 176 mil habitantes enviou a dupla masculina formada por Julian Bissette e Gillan Octave ao sul da Polônia, a quase 10 mil quilômetros de distância, onde os dois deram motivos de orgulho e puderam sentir o gostinho do vôlei de praia da mais alta qualidade na sua faixa etária.

"É o primeiro torneio mundial para nós dois e para o nosso país", disse Bissette. "O torneio é bem difícil porque são 32 equipes participantes, enquanto no Circuito NORCECA são 16 equipes e não se tem muito tempo para estudar os adversários porque você está ocupado jogando e competindo, enquanto eles estão ocupados pelo mesmo motivo."

O treinador deles, um brasileiro chamado João Carlos, visita regularmente a ilha para treiná-los e também dar treinamentos a outros jogadores do mesmo programa. A dupla já se tornou habitual no Circuito NORCECA, e foi a quinta colocação na classificação deste ano que lhe permitiu reservar vaga na Polônia.

Com areias douradas e perfeitas para o voleibol de praia a perder de vista em Santa Lúcia, a esperança é de que a federação nacional possa aproveitar essa vantagem natural e produzir equipes competitivas para os próximos anos.

"Temos uma dupla masculina também, o meu amigo aqui tem 22, eu tenho 21", acrescentou Octave. "Tem alguns jogadores de 16 e 17 que estão aparecendo lá, o que significa que esta não é a última vez que veremos Santa Lúcia por aqui."



 Language(s)
   English
   French
   Spanish
   Portuguese

 Additional links
   Download high-resolution photo
   FIVB home page
   Beach volleyball home page
   Development home page

LATEST NEWS

Latest headlines