37
Desde que sediou o Campeonato Europeu em
1989
e conquistou a medalha de prata, a Suécia
nunca mais se destacou entre as seleções. Mas há
sinais de mudanças no horizonte: graças a uma
iniciativa chamada de Kidsvolley, o futuro do
voleibol sueco parece promissor.
O Kidsvolley é um programa para crianças de seis a
nove anos em que todo mundo ganha uma medalha
de ouro. Os jogadores aprendem as técnicas básicas
do vôlei, mas a ênfase mantém-se firmemente na
diversão. Ele começou um pouco lento em 2006, mas
engrenou há dois anos. Neste momento, a Suécia passa
um período inédito, com muitas crianças começando a
praticar o esporte.
Todo mundo adora o Kidsvolley”, diz Camilla Park,
da Federação Sueca de Voleibol, a responsável pela
promoçãodoKidsvolley. “Nós treinamos7mil professores
de educação física para trabalharem no Kidsvolley e
mostramos a eles como é divertido jogar. Temos orgulho
dos nossos resultados e também de todos os esforços
que os clubes da Suécia estão fazendo para incentivar
ainda mais crianças a jogarem o Kidsvolley.”
A Federação Sueca de Voleibol recebeu cem redes e
mil bolas da FIVB para serem distribuídas entre as
escolas de todo o país a fim de demonstrar o quanto
o Kidsvolley é divertido. O Habo Wolley, um clube no
sul da Suécia que em dois anos não havia recebido
nenhum jovem menor de dez anos, hoje tem cerca de
80
crianças jogando Kidsvolley.
O Kidsvolley nos trouxe a maravilhosa combinação de
uma maior quantidade de crianças jogando vôlei e a
oportunidade de recrutar novos líderes para o clube”,
afirma Jens Ottosson, um dos líderes do Kidsvolley
no Habo Wolley. “Eu nunca vi uma criança que não
gostasse do Kidsvolley.”
Atualmente, há mais jovens suecos jogando vôlei
profissional na Europa do que nunca, e o país
também se candidatou a sediar o seu primeiro evento
internacional desde 1989, o torneio classificatório para
o Campeonato Mundial Masculino da FIVB, em maio.
Adicionando o Kidsvolley à mistura, fica claro que, na
Suécia, o vôlei crescerá cada vez mais.
Eu nunca vi uma criança que
não gostasse do Kidsvolley”