Todos os membros da família Conte jogam — ou pelo menos sabem
defender e levantar. O pai Hugo e a mãe Sonia atuaram na seleção
argentina, e as irmãs Camila e Manuela também jogam voleibol.
Facundo, por sua vez, vai jogar a próxima temporada no Dínamo de
Krasnodar, clube russo onde também atuará a sua namorada tcheca, a
ponteira Helena Havelkova.
Londres 2012 terminou com a derrota para o Brasil nas quartas de final,
mas houve outro motivo para Facundo se orgulhar. “Sim, agora sou um
herói”, exclama. “Fizemos esta sessão de fotos para a campanha FIVB
Heroes há dois anos. Por isso na foto oficial ainda estou sem barba e
pareço um menino. É fantástico encontrar as minhas fotos nas arenas
daqui, junto com as de outros jovens. É legal ser um herói.”
53
Facundo com o pai Hugo Conte (à esquerda), heróis de ontem e de hoje
Comemorando um ponto com o colega Pablo Crer (nº 14)