17
oficial da FIVB sobre as suas impressões de Londres 2012.
unireme chegarem lá
A brasileira Virna Dias
conquistou duas medalhas
de bronze (Atlanta 1996 e
Sydney 2000) e terminou
em quarto lugar em Atenas
2004.
No Grand Prix Mundial
da FIVB, conquistou o ouro
em 2004 e a prata em 1999,
além dos prêmios de melhor
jogadora, melhor recepção e
maior pontuadora.
Confiei no Brasil desde o começo. A seleção
brasileira era a campeã olímpica e provou por que
na final contra os EUA. A seleção teve problemas
no começo da competição, mas após o jogo contra
a Rússia eu sabia que venceria o ouro. Joguei com
muitas das nossas jogadoras, e por isso estou
muito contente por elas. Esta medalha de ouro, e a
de Pequim, são o resultado do trabalho das equipes
das décadas de 1960, 1970 e 1980.
O que o futuro nos reserva? Acho que vai ser
parecido com Pequim. As jogadoras mais velhas
se aposentaram, e foi necessário encontrar
substitutas. Por isso durante os quatro anos houve
certos problemas. Mas a qualidade do treinador
Zé Roberto
(
na foto à esquerda)
é tamanha que ele
conseguiu levar a equipe ao objetivo final.
Agora temos muitas novas jogadoras no Brasil
pedindo passagem, e por isso espero mudanças
no time, mas o principal é manter o Zé Roberto
no comando. Ele fez um trabalho soberbo, e em
Atenas, com ele no comando, vi como é capaz de
motivar uma equipe. No meu ponto de vista, a
consistência é a melhor política.”