FIVB VolleyWorld 11/2013 - Portuguese - page 6

Observando o panorama, era difícil fazer qualquer previsão concreta,
já que a grande maioria das duplas femininas e masculinas havia se
desfeito ou mesclado. No final, alguns rostos familiares em equipes
novas fizeram história em 2013.
Apesar da recente formação, a dupla das brasileiras Talita Antunes
e Taiana Lima dominou a temporada feminina. Mesmo quando não
estavam muito inspiradas, elas ainda conseguiam subir ao pódio
e, com justiça, encerraram a temporada na posição mais alta do
ranking.
Talita e Taiana ganharam a primeira das suas cinco medalhas de ouro
no Circuito Mundial de Vôlei de Praia da FIVB no primeiro Grand
Slam do ano, em Xangai, com a vitória sobre as irmãs austríacas Doris
e Stefanie Schwaiger. Após a vitória em Xangai, a dupla brasileira
conquistou medalhas de ouro nos Grand Slams em Haia, Roma,
Long Beach e Berlim, e depois uma medalha de prata em Xiamen.
Com cinco medalhas de ouro nos primeiros oito Grand Slams da
temporada, elas dispararam na liderança. Na verdade, a pontuação
era tão expressiva que se deram ao luxo de ganhar apenas a medalha
de prata do Grand Slam de Xiamen nos três últimos torneios que
disputaram e ainda assim permanecer na liderança.
As irmãs brasileiras Maria Clara e Carolina Salgado tiveram o seu
melhor ano depois que Carolina voltou às areias após o nascimento
do seu primeiro filho em 2012. Elas começaram bem a temporada
com duas medalhas de bronze em Xangai e Corrientes e depois
conquistaram a prata em Haia; seguiu-se outra medalha de prata
em Long Beach, antes de enfim ganharem a sua primeira medalha
de ouro no Grand Slam de Moscou.
Também teve um retorno histórico a tricampeã olímpica Kerri Walsh,
dos EUA, mas sem a parceira de longa data Misty May-Treanor. Ela
jogou ao lado de April Ross pela primeira vez em Gstaad, com o
objetivo de longo prazo de ganhar uma quarta medalha de ouro nos
Jogos Olímpicos de 2016 no Rio de Janeiro. A dupla chegou à fase
de mata-mata nos Alpes Suíços, pegando entrosamento para depois
ganhar os Grand Slams de São Paulo e Xiamen e dar uma amostra
do que as demais equipes irão enfrentar em 2014.
Na categoria de surpresas, porém, o Campeonato Mundial foi
imbatível. Embora a dupla chinesa Chen Xue e Zhang Xi já seja
tradicional no circuito e tenha finalmente acrescentado um título
mundial ao sólido currículo, que inclui bronze nos Jogos Olímpicos
de 2008 e no Campeonato Mundial de Vôlei de Praia da FIVB 2011,
poucos apostavam que elas venceriam a disputa do ouro contra a
Um torneio chamou a atenção após a publicação das datas do
Circuito Mundial de Vôlei de Praia 2013: o Campeonato Mundial
de Vôlei de Praia da FIVB, na cada vez mais popular Stare Jablonki,
na Polônia. Além disso, foram disputados mais dez Grand Slams em
quatro confederações da FIVB, com novos ambientes e condições às
quais se adaptar, como em Corrientes (Argentina), Long Beach (EUA)
e Xiamen (China).
Completando os Grand Slams, quatro torneios abertos valeram
pontos para o ranking mundial. O Aberto de Fuzhou na China
marcou o início da temporada de vôlei de praia da FIVB e, após
outros abertos em Anapa (Rússia) e Phuket (Tailândia), a temporada
de 2013 se encerrou com o Aberto de Durban, na costa do Oceano
Índico, na África do Sul. Os jogadores também somaram pontos em
competições continentais e nos circuitos nacionais.
REPORTAGEM DE CAPA
CIRCUITO MUNDIAL DE VÔLEI DE PRAIA
6
I,II,1,2,3,4,5 7,8,9,10,11,12,13,14,15,16,...28
Powered by FlippingBook