FIVB VolleyWorld 10/2013 - Portuguese - page 1

É incrível pensar que um ano já se passou desde que
fui eleito Presidente da FIVB. Nem parece que se
passaram apenas 12 meses desde que todos os olhares
se voltaram para Anaheim, na Califórnia, e o mundo
do voleibol e do vôlei de praia se reuniu no Congresso
para definir as diretrizes dos nossos grandes esportes.
Na época da minha eleição, comentei que o voleibol e
o vôlei de praia tinham potencial para crescer, evoluir e
se tornar o esporte mais popular do mundo, e acredito
que eles estão a caminho de alcançar essa meta.
Demos os primeiros passos nesse caminho ao longo
dos últimos 12 meses, e os resultados têm sido tão
bons quanto esperávamos.
Também não faltou trabalho árduo em inovadores
programas de treinamento, arbitrageme administração,
executados pelas várias confederações e federações,
no intuito de ajudar a promover o voleibol e o vôlei de
praia nas suas regiões.
A área mais notável foi os torneios das categorias de
base, competições que analisamos nesta edição da
VolleyWorld
.
Os Campeonatos Mundiais Feminino Sub-18,
Masculino Sub-19, Feminino Sub-20 e Masculino
Sub-21 se expandiram de 16 para 20 seleções, com
o objetivo de permitir que mais jogadores e equipes
tivessem a oportunidade de competir em alto nível
e também permitir que cada confederação fosse
representada.
Além disso, acrescentamos os Campeonatos Mundiais
Masculino e Feminino Sub-23. Isso forneceu a etapa
final para os jogadores rumo à categoria adulta e a
oportunidade de mostrarem o seu talento e potencial.
Sem dúvida, o resultado do acréscimo de dois novos
campeonatos do mundo e da ampliação dos já
existentes é um grande sucesso. Novos times e talentos
surgiram, e seleções que brilharam nas categorias sub-
19 e sub-21 conseguiram estender esse sucesso para a
faixa etária sub-23.
É claro que preciso felicitar e agradecer aos
organizadores dos seis torneios, sem os quais nenhum
desses Mundiais teria acontecido.
Todos eles criaram um ambiente que priorizou equipes
e jogadores, de modo a aproveitar os seus potenciais
sem ter de se preocupar com fatores externos.
Os ginásios atraíram bons públicos e todo mundo
desempenhou o seu papel na difusão do prazer e da
paixão do voleibol.
2
4
8
10
12
20
16
14
24
Presidente da FIVB:
Dr. Ary S. Graça F°
Foto de capa
As chinesas se destacaram nesta
temporada ao ganhar os Campeonatos
Mundiais Sub-20 e Sub-23
Comitê Gerencial e
Editorial da Publicação
Fédération Internationale
de Volleyball
Château Les Tourelles
Edouard-Sandoz 2-4,
1006 Lausanne, Suíça
Tel. 0041-21-3453535
Fax 0041-21-3453545
Diretor do Departamento
de Imprensa
Richard Baker
Editor-Chefe
Jeremy Inson e Lars Becker
Projeto gráfico e Layout
amethys.ch
Tradução
Libero Language Lab
Reprodução
A reprodução de qualquer
artigo ou parte da revista é
autorizada desde que a fonte
seja citada explicitamente
Contribuições
São aceitos artigos nos idiomas
francês e inglês
Email:
Fotografia
Arquivos da FIVB
A
VolleyWorld
pode ser lida nas
versões em inglês, árabe, francês,
português, espanhol e russo no
endereço
As opiniões expressas na revista
VolleyWorld
não são necessariamente
as da FIVB ou dos seus dirigentes.
O conteúdo desta publicação
se baseia nas melhores informações
disponíveis no momento da
redação dos artigos.
SUMÁRIO
/ VOLLEYWORLD / N
o
10 / 2013
1
EDITORIAL
I,II 2,3,4,5,6,7,8,9,10,11,...28
Powered by FlippingBook