O Mundial de 2013 superou todas as expectativas. O torneio pode
não ter terminado da forma mais previsível, mas, um ano após os
Jogos Olímpicos de Londres 2012, em que 45 mil espectadores as-
sistiram a partidas de vôlei de praia todos os dias, o Campeonato
Mundial de Vôlei de Praia da FIVB serviu para mostrar que o esporte
está com tudo.
Resultados surpreendentes marcaram as disputas, com novas duplas
estabelecendo-se nos lugares mais altos.
Um dos maiores exemplos foi a dupla campeã do torneio masculino,
formada por Alexander Brouwer e Robert Meeuwsen, cujo melhor
resultado tinha sido uma derrota nas quartas de final no Aberto de
Fuzhou no início do ano.
No pódio, a dupla uniu-se aos medalhistas de bronze Jonathan Erd-
mann e Kay Matysik, que obtiveram com o terceiro lugar o seu me-
lhor resultado e somaram pontos para um ano já cheio de sucessos
para a Alemanha. As suas compatriotas Karla Borger e Britta Büthe
chegaram um pouco além, ganhando a medalha de prata, a primeira
premiação da dupla em um torneio da FIVB. A conquista foi o auge
China, Alemanha e Brasil ficaram com as medalhas no torneio feminino
A dupla chinesa formada por
Chen Xue e Zhang Xi finalmente
alcançou um grande título ao
vencer Borger e Büthe, mas só
depois de sofrer uma derrota
surpreendente na fase de grupos
para as finlandesas Erika e Emilia
Nyström.
REPORTAGEM DE CAPA
6