Para Chen Xue e Zhang Xi, o momento decisivo veio ainda na fase
de grupos. Depois de uma vitória na estreia, a dupla levou 2 a 0 das
gêmeas finlandesas Emilia e Erika Nyström. Foi então que surgiram
dúvidas quanto à sabedoria da ausência das chinesas nos Grand Slams
de Corrientes, Haia e Roma para jogarem os Jogos Nacionais da China.
Após vencerem o jogo final do grupo, elas tiveram de iniciar o mata-
-
mata contra as brasileiras Maria Antonelli e Agatha Bednarczuk, que
chegavam invictas até então.
Primeiras cabeças de chave, as chinesas fizeram jus ao seu status e
obtiveram uma vitória por 2 a 0. A partir daí, logo chegaram à sua
capacidade máxima e não olharam para trás. Elas levaram um susto da
Quando o momento mais difícil chegou, eles não vacilaram; balança-
ram, mas permaneceram em pé; seguraram as pontas, mantiveram os
planos e foram recompensados com medalhas de ouro.
As duplas formadas por Alexander Brouwer e Robert Meeuwsen e
Chen Xue e Zhang Xi enfrentaram momentos cruciais durante o tor-
neio, momentos em que equipes menos preparadas poderiam ter
despencado.
Para os holandeses, o momento veio quando Ricardo Santos e Álva-
ro Filho salvaram o primeiro match-point na decisão da medalha de
ouro. Naquele ponto a inexperiência dos holandeses, não somente
em finais, mas em campeonatos de vôlei de praia da FIVB em geral,
poderia ter vindo à tona e minado os esforços, permitindo que os
brasileiros realizassem uma virada memorável.
Em vez disso, eles respiraram fundo e reorientaram-se, recebendo
uma segunda chance e fazendo-a valer, conquistando, enfim, uma
vitória que poucos teriam previsto anteriormente no torneio.
Não consigo descrever este sentimento”, disse Brouwer após a par-
tida. “Acho que vai demorar muito tempo para nos acostumarmos
com este sentimento. Na verdade, acho que não vamos conseguir nos
acostumar. É a sensação mais fantástica do mundo. É uma honra in-
crível enfrentar e ganhar de uma equipe como a de Ricardo e Álvaro.”
A dupla joga junta desde o início de 2011, mas havia chegado no
máximo a um nono lugar nos quatro Grand Slams deste ano, e a
eliminações nas quartas de final do Aberto de Fuzhou no início da
temporada e nos Campeonatos Europeus de 2011 e 2012.
Um pouco menos de duas semanas antes do início do Campeonato
Mundial, a dupla falava em dar o próximo passo na carreira e alcançar
as quartas de final em um Grand Slam. No entanto, os dois saltaram
alguns lugares à frente e estabeleceram-se como uma equipe de pon-
ta.
Por terem superado as quartas de final, eles serão classificados como
atletas da categoria A pelo Comitê Olímpico Holandês. Como o
Campeonato Mundial de 2015 será jogado na Holanda, Brouwer e
Meeuwsen deverão ser embaixadores do torneio, com rostos sorri-
dentes e medalhas de ouro brilhantes em cartazes pelos próximos
dois anos.
É ótimo sediar o Campeonato Mundial em 2015”, disse Meeuwsen.
Estávamos esperando lutar por medalhas no evento de 2015, mas
aí aconteceu isto.”
dupla de Vanuatu, Elwin Miller e Henriette Iatika, no primeiro set da
partida das oitavas de final, derrotaram por pouco Laura Ludwig e Kira
Walkenhorst nas quartas e conquistaram outra vitória por 2 a 0 contra
Liliane Maestrini e Bárbara Seixas nas semifinais.
Mesmo assim, Xue e Zhang permaneciam preocupadas antes do início
da final.
Não consigo descrever este
sentimento. Acho que vai
demorar muito tempo para
nos acostumarmos com este
sentimento. Na verdade, acho
que não vamos conseguir nos
acostumar. É a sensação mais
fantástica do mundo. É uma honra
incrível enfrentar e ganhar de
uma equipe como a de Ricardo e
Álvaro.
ANÁLISE
10